Ashwagandha

Ashwagandha

A Ashwagandha (Withania somnifera) tem sido amplamente utilizada na Medicina Ayurveda.
Ashwagandha significa “cheiro de cavalo”, que se refere ao cheiro distinto da raiz fresca e à crença tradicional de que a ingestão da erva irá conferir a força e virilidade de um cavalo.Tem múltipas ações:
• Neuroproteção;
• Anticancerígena;
• Controlo da ansiedade;
• Promove a virilidade;
• Há ainda quem utilize em artrites, tuberculose, asma, leucoderma, bronquite, dor nas costas, fibromialgia, problemas menstruais, doença hepática crónica, hiperatividade;
• É um adaptogénico;
• Controlo da ansiedade;
• Controlo da insónia;
• Redução do stress relacionado com estados depressivos;
• Reduz o cortisol e os efeitos imunosupressores induzidos pelo stress;
• Melhora a performance fisica em pessoas sedentárias e ativas;
• Reduz o colesterol LDL;
• Melhora a memória (até está em estudo para Tratamento de Alzheimer);
• Ativação do sistema de defesa antioxidante que resgata as células nervosas da apoptose, do stress oxidativo e do dano do DNA;
• Indução de sistema colinérgico;
• Regulação de genes relacionados com a neuroplasticidade ligada à memória e arborização neuronal.

Onagra

Onagra

A sua designação em Latim é Oenothera biennis.

Planta herbácea anual, originária da América do Norte cresce hoje em muitas regiões temperadas do globo.

Subespontânea em várias zonas do Continente. Pertencente à família Onagráceas, sendo utilizado o óleo das suas sementes. Este é constituído por óleo com ésteres glicéricos de ácidos gordos (oleico, linoleico, γ-linolénico (GLA), palmítico, esteárico), fitosteróis e carotenóides.

Apresenta as seguintes propriedades:
• Reduz os transtornos frequentes no designado síndroma pré-menstrual (afrontamentos, irritabilidade, tensão mamária, etc..);
• Ajuda a regular a taxa de colesterol;
• Ajuda a regular a tensão arterial;
• Antiagregante plaquetar;
• Prevenção da arteriosclerose e do tromboembolismo;
• Tem um efeito antioxidante, inibindo especificamente a oxidação do colesterol;
• Útil na osteoporose e no reumatismo;
• Tem um papel importante nos processos anti-inflamatórios;
• Ação benéfica a nível da pele, sobretudo quando esta está seca ou apresenta feridas;
• Eczema atópico e neurodermatites.

Acácia

Acácia

É uma fibra solúvel altamente fermentável, já que sofre grande ação da microflora bacteriana saudável do intestino.

Além disso, é um estimulante do peristaltismo por aumento do volume fecal (fibra vegetal solúvel), isto é, na presença de água intumesce com formação de uma espécie de “gel” de expansão de volume.

Este gel não é absorvido, sendo um veículo de grande quantidade de água, alterando a consistência do bolo fecal.

A expansão de volume estimula o peristaltismo por distensão do cólon, sendo o deslizamento das fezes facilitado pela ação lubrificante do gel.

Abóbora

Abóbora

A sua designação em Latim é Cucurbita / Cucurbita pepo.

Planta herbácea anual, nativa, muito provavelmente originária da América Central e do México, muito cultivada, existindo muitas variedades hortenses.

Pertence à família das Cucurbitáceas, sendo utilizada as sementes.

É constituída de óleo gordo com glicéridos de ácidos insaturados, fitosteróis livres e combinados, gamatocoferol, proteínas, aminoácidos (cucurbitina), oligoelementos e pectinas.

Apresenta as seguintes propriedades:
• Sintomas urológicos associados à HBP;
• Na bexiga irritável;
• Cálculos renais;
• Ação diurética;
• Ação emoliente;
• Ação laxativa;
• Ação vermífuga.

 

Açafrão

Açafrão

O açafrão (Crocus sativus) é uma planta herbácea perene, originária do Mediterrâneo ocidental e tem sido usado na Medicina Tradicional Chinesa para tratar distúrbios do sistema nervoso.

O açafrão possui na sua composição o picrocósido que tem ação digestiva e eupéptica e o safranal que é estimulante do sistema nervoso.

O açafrão (Crocus sativus) é útil nos estados depressivos por estimulação cognitiva, em caso de stress, cansaço, ansiedade e ajuda a uma melhor saúde mental (Ver IridrafanTM).

O açafrão (Crocus sativus) também é útil nos processos de emagrecimento por controlo do sistema nervoso e consequente redução na frequência da fome.

Açaí

Açaí

O fruto da palmeira de açaí (Euterpe oleracea Mart.), uma espécie que é nativa da região amazónica, tem sido objeto de muita atenção devido às suas propriedades antioxidantes e ao seu papel como “alimento funcional”.

Os estudos bioquímicos revelaram que o açaí é rico em fitoquímicos, especialmente polifenóis, tais como antocianinas, proantocianidinas e outros flavonoides.

Devido à sua composição, o açaí demonstra uma forte capacidade antioxidante, ação anti-inflamatória e antiproliferativa.

O açaí leva à melhoria da função endotelial, possui ação cardioprotetora, possui um efeito positivo nas condições crónicas como obesidade, diabetes, cancro e doenças neurodegenerativas.

Abacateiro

Abacateiro

A sua designação em Latim é Persea gratissima. Árvore originária da América Central, é cultivada nas regiões tropicais e subtropicais da África e da América.

Pertence à família das Lauráceas, sendo utilizado os frutos, as folhas e o óleo das sementes.

O fruto é constituído por glicéridos de ácidos gordos insaturados e saturados, fitosteróis, hidrocarbonetos de cadeia longa, tocoferol, carotenóides, sais minerais, vitaminas do complexo B, aminoácidos, aminas diversas, oses e poli-holósidos.

O óleo das sementes é constituído por óleo fixo, fitosteróis, esqualeno, tocoferóis, carotenóides e corantes.

As folhas são constituídas de óleo essencial, aminoácidos, flavonóides, glúcidos, taninos, sais minerais e um constituinte amargo.

Apresenta as seguintes propriedades:

Fruto e óleo essencial (topicamente)

  • Ação protetora e regeneradora da pele;
  • Evitam o envelhecimento da pele;
  • Útil em inflamações cutâneas (eczemas, ictiose, entre outras).

Folhas

  • Antimicrobiana;
  • Adstringente;
  • Nas diarreias;
  • Nutritiva;
  • Externamente, em inflamações orofaríngeas.

Melhores Práticas de entrada em casa para proteção do COVID-19

Este artigo descreve melhores praticas que devem ser usadas para ajudar a combater o COVID-19.

Sempre que saímos de casa estamos a correr o risco de trazer o vírus da rua para a nossa habitação.

Para reduzir este risco há determinadas ações que se podem fazer.

Aqui fica a lista das melhores praticas que devemos seguir cada vez que regressamos a casa.

  1. Se utilizou luvas tire-as com cuidado para evitar infetar as mãos.
  2. Tente não tocar em nada enquanto não desinfetar as mãos.
  3. Tire os sapatos e se possível deixe-os à porta.
  4. Caso tenha animais desinfete as suas patas.
  5. Tire a roupa exterior e coloque para lavar.
  6. Deixe os objetos que usou na rua numa caixa á entrada. Ex: Carteira e chaves.
  7. Lave as zonas expostas, se preferir pode tomar um banho.

Estas são algumas das recomendações para reduzir o risco relacionado com o COVID-19

Viver mais e melhor com menos medicamentos – é possível?

Muitas vezes no nosso sistema de saúde ocorre o tratamento dos sintomas e das consequências de doenças em vez do tratamento das causas.

Tratar as causas das doenças é uma forma muito eficaz de tratamento.

Esse é o tratamento que fazemos com a medicina do estilo de vida.
Lê mais aqui…

Dra. Ana Steindorff Pinheiro

Autora:
Dra. Ana Steindorff Pinheiro, médica fascinada com a medicina dos estilos de vida, pratica esta nova medicina em Berlim, na Alemanha, com visitas regulares e consultas em Lisboa, e por videoconferência. www.viapanacea.eu

Chá folha de Manga

Chá folha de Manga

Tenho recebido alguns pedidos de Chá Folha de manga.

Esse chá é difícil de obter em Portugal, pelo motivo de que contem todas as propriedades do fruto.

O chá pode ser substituído pela ingestão de Manga na alimentação diária.

Caso não tenha contra indicações relacionadas com a ingestão do fruto, aconselha-se a sua ingestão em vez do chá.

A Manga ou o chá de Manga é indicada/o para ajudar a combater os sintomas de febre, doenças gastrointestinais, estomatite, gengivite.